10 perguntas para as quais você sempre quis saber a resposta

  • Descubra as perguntas mais comuns que recebo dos leitores…
  • Aprenda sobre minha experiência pessoal com segredos de investimento pouco conhecidos…
  • Entenda a importância dos 3 principais componentes para qualquer negócio de sucesso…

Conteúdo Publicitário

URGENTE! Uma Chuva de Dólares se Aproxima do Brasil!

Graças à aprovação da Reforma da Previdência, o estrangeiro está pronto para derramar bilhões de dólares no Brasil

Nas últimas vezes que isso aconteceu, ganhos de 450,65%, 1.257%, e 13.002,88% foram obtidos em pouco tempo.

Agora, Robert Kiyosaki separou para você as 3 ações que mais podem subir com essa nova chuva de dólares!

Veja Aqui as 3 Ações Queridinhas dos Gringos


Caro leitor,

Nesta sexta, eu decidi compartilhar as minhas respostas às perguntas que me fazem com mais frequência. Talvez você pense, a princípio, que as pessoas me perguntam sobre dinheiro ou sobre o “próximo grande negócio”, mas, surpreendentemente, é mais comum me perguntarem sobre os meus mentores e o que estou estudando.

Aqui estão as dez principais perguntas que recebo:

  1. Por que é importante encontrar um mentor financeiro?

Se quiser ter sucesso, você precisa de mentores com história de sucesso.

Na escola de aviação, os meus primeiros instrutores me ensinaram o básico sobre voo. Os instrutores do próximo nível me ensinaram o voo avançado, o que me permitiu me formar na escola de aviação. Os meus próximos instrutores eram pilotos de combate.

Cada conjunto de instrutores estava instruindo num nível completamente diferente de fundamentos e habilidades. A progressão tinha como finalidade me preparar para o mundo real da guerra.

Aprender a voar não é um projeto do tipo “faça você mesmo”. É melhor ter os pilotos mais talentosos disponíveis para educar e treinar os alunos e dar-lhes a oportunidade de experiência prática antes de avançar para o próximo nível.

A educação financeira é muito parecida com a escola de aviação.

Um dos problemas da educação tradicional é a falta de experiência com o mundo real. A maioria dos jovens sai da escola com respostas técnicas para os problemas, mas não possui as habilidades necessárias para colocar em prática tais conhecimentos técnicos. Isso significa que seus instrutores mais importantes são os professores ou mentores que eles encontrarão após se formarem.

Uma tragédia dessa crise financeira é que muitos universitários estão se formando e não estão conseguindo emprego. É essa experiência do mundo real que é crucial para o aprendizado e o desenvolvimento de uma pessoa e que define quem ela se tornará ao longo da vida.

Uma razão pela qual muitos alunos saem da faculdade e não conseguem arranjar um emprego é que eles foram treinados para serem empregados. Faltam-lhes as habilidades do mundo real para se tornarem empreendedores.

  1. Como você pode encontrar um mentor financeiro ideal para você? Por onde se deve começar ao procurar um mentor?

O que qualifica um mentor é o sucesso na experiência do mundo real. Se você quer ter sucesso no mercado imobiliário, você precisa começar a fazer networking com as pessoas nesse segmento. Informe-se por aí e converse com as pessoas. Descubra quem está indo bem e depois vá atrás deles.

Encontre um mentor com quem você possa se dar bem. Embora você não esteja tentando encontrar um amigo, você está tentando encontrar alguém com quem possa se comunicar bem.

Não tente encontrar um mentor fácil ou um mentor gentil. Não lhe fará bem algum. O meu primeiro mentor foi o meu pai rico. Ele era um mentor rígido, mas eu sou melhor por causa disso.

O meu pai rico me fez trabalhar por semanas sem pagamento apenas para me ensinar uma lição. Ele me ensinou coisas como o pouco controle que você tem como empregado, mesmo em relação ao seu próprio dinheiro. Como você deve trabalhar para adquirir conhecimento, não para ganhar dinheiro. Obviamente, essas lições ficaram comigo e agora você está me ouvindo dizer as mesmas coisas.

Os melhores mentores que eu tive foram rígidos. Isso ocorre porque a vida não é fácil. Um bom mentor lhe prepara você para o mundo real de forma prática.

  1. Onde você tem mais dificuldades quando se trata de finanças, negócios ou investimentos?

Embora, atualmente, eu não precise lutar com minhas finanças pessoais, com certeza já tive que lutar bastante. Se esse for seu caso agora, continue lutando.

Para mim, esse negócio é o tipo de ativos mais difícil e desafiador para se ganhar dinheiro. Por quê? A resposta é muito simples: pessoas. Eu ouvi dizer que esse negócio seria fácil se você não tivesse que lidar com pessoas. Concordo plenamente.

Para enfrentar os desafios que a administração de um negócio apresenta, eu me cerco de pessoas que têm um histórico comprovado nas diferentes áreas de negócios. Achar que eu sei tudo e fazer tudo sozinho seria tolice e, por fim, acabaria vendo os negócios naufragarem.

Seja mais esperto do que isso; cerque-se de pessoas mais inteligentes do que você.

Nada é tão recompensador quanto construir seu próprio negócio e vê-lo prosperar.

  1. Quem é o seu mentor financeiro?

No geral, eu tive três consultores na minha vida: O pai rico, Buckminster Fuller e o falecido Frank Crerie. Além disso, eu tenho consultores em cada área de investimento em que tenho interesse.

Ken McElroy é o meu consultor imobiliário e consultor de dívidas. Garret Sutton é o meu consultor de proteção de ativos. Tom Wheelwright é o meu consultor fiscal. Andy Tanner é o meu consultor de ações.

Eu tenho especialistas que prestam consultoria em gás e petróleo, e metais preciosos. Eu também tenho a sorte de conhecer muitas pessoas que escrevem e estudam os mercados financeiros. Eu não concordo com todos eles, mas acho prudente conhecer todos os lados de um argumento e ideia.

Quantos consultores você tem na sua vida?

  1. Para que outras áreas da sua vida você tem um mentor?

Eu tenho um mentor ou coach para quase todas as áreas da minha vida.

Eu contrato um coach quando algo é importante para mim e quero atingir resultados. Quando eu sei que preciso ser pressionado, responsabilizado, desafiado a superar minha resistência, minha moleza, minhas limitações, eu contrato um coach.

Eu tenho coaches para me ajudar com o estresse. Eu tenho coaches para me incentivar na academia. Eu tenho mentores e consultores para meus negócios e investimentos.

Profissionais têm mentores e coaches; amadores não.

  1. Qual foi o melhor conselho que você já recebeu sobre finanças e investimentos?

Isso é fácil. A diferença entre um ativo e um passivo é que um ativo coloca dinheiro no meu bolso enquanto um passivo tira.

A minha casa não é um ativo, embora um avaliador tenha dito que o seu valor aumentou. A opinião de uma pessoa sobre o valor da minha casa não cobre as minhas despesas mensais; é apenas a opinião de uma pessoa escrita em um pedaço de papel. Todo mês, ela tira dinheiro do meu bolso. Não coloca um único centavo no meu bolso. Ela é um passivo.

E essa lição é a minha base para entender como o dinheiro funciona até hoje.

  1. Qual foi o último livro que você leu?

Um dos últimos livros que eu li foi The Crash Course, de Chris Martenson. Esse livro fornece muita informação sobre a direção da economia e da energia. Ele mudou alguns dos meus pontos de vista e me fez questionar e aprender mais.

O que mais você pode pedir de um livro?

  1. Qual é o seu livro favorito?

O livro que mais mudou minha vida foi Grunch of Giants, de Buckminster Fuller. Esse livro foi escrito pelo que eu considero ser a maior mente americana de todos os tempos. Nele, ele descomplicou a linguagem financeira e desmistificou como o dinheiro realmente funciona.

Talvez você goste do que aprenda, mas isso mudou a maneira como eu vejo o mundo e o dinheiro.

  1. Que conselho você daria a um jovem, com o qual você realmente se importasse e que lhe perguntasse: “O que posso fazer na minha vida financeira que tem o maior potencial para tornar tudo mais fácil?”

Entenda o que é um ativo e o que é um passivo e use esse conhecimento para tomar decisões financeiras sensatas.

Ganhar dinheiro não precisa ser difícil. Primeiro, você tem que entender e conhecer o mundo das finanças. Segundo, você tem que colocar esse conhecimento em prática. Reúna seu conhecimento e execute as estratégias que você aprende.

Sela pessoas mais financeiramente alfabetizada, assuma riscos. Aplique o seu conhecimento e colha os frutos.

  1. Qual a melhor parte do que você faz?

A melhor parte do que faço é poder testemunhar a mudança na vida das pessoas em todo o mundo. Isso me torna humilde e é motivador.

Causar uma mudança positiva na vida de alguém − o que pode ser melhor que isso?

Grande abraço,

Robert Kiyosaki