5 Dicas para superar o ceticismo e mantê-lo afiado

  • Jogue um balde de água fria no seu galinho Chicken Little interior…
  • As 5 maneiras de não deixar escapar nenhuma oportunidade em sua volta…
  • E nunca deixe que o ceticismo o impeça de fazer um grande investimento…

Conteúdo Publicitário

As TOP 3 Ações para Você Comprar HOJE

Assim que a Reforma da Previdência for aprovada, a Bolsa de Valores deve subir horrores.

Esse é o gatilho que o investidor estrangeiro está aguardando ser disparado para inundar o Brasil com bilhões de dólares.

Mas para lucrar com isso…

Você precisa saber quais são as 3 ações que os gringos estão de olho!

Veja Aqui as 3 Ações Queridinhas dos Gringos


Caro leitor,

A maioria de nós conhece a história do galinho Chicken Little, que corria por aí gritando sobre o iminente fim do mundo depois que o pedacinho de alguma coisa caiu em sua cabeça. Na história, o céu não está caindo, é claro, mas para o galinho, os fatos são o menos importante. Em vez de investigar e aprender o que estava acontecendo, Chicken Little entrou em pânico e espalhou o seu medo para os outros.

Todos nós conhecemos galinhos Chicken Littles − o clássico pessimista e alarmista. E, se formos honestos, todos nós temos um galinho interior que aflora diante do medo e do ceticismo. Nós damos ouvidos ao barulho em nossa volta por parte de amigos, familiares, colegas de trabalho e da mídia, e terminamos sucumbindo a isso por causa de todo esse cacarejo.

Quando ocorre uma queda no mercado sempre tem um monte de chicken littles cacarejando: “Veja, eu te disse que agora não era a hora certa para investir”.

Se você tem alguma esperança de ficar rico, precisa aprender a superar esse ceticismo na sua vida. Os céticos nunca vencem. Eles são falsos alarmistas que passam o tempo espalhando o medo.

Nas minhas turmas de investimento, há sempre um cético ou pessimista que acha que apenas certas pessoas podem ficar ricas, ou que investir é um processo metódico e chato. Esses céticos estão cegos às oportunidades.

Você é um cético em relação ao dinheiro? Aqui vão 5 dicas para superar o ceticismo como os ricos…

  1. Pare de perguntar: “E se?”

Quando se trata do nosso dinheiro, muitas vezes jogamos o jogo do “E se?” Fazemos perguntas do tipo: “E se a economia entrar em colapso depois que eu investir esse dinheiro?” ou “E se eu me descontrolar e não conseguir pagar as dívidas?” ou “E se as coisas não saírem conforme planejado?”

Entre os integrantes do nosso jogo do “E se?” estão os amigos e familiares que nos dizem que os nossos investimentos e negócios são muito arriscados, nunca funcionarão ou não são uma boa ideia. Essas palavras pessimistas ficam martelando tanto na nossa mente que acabamos desistindo e preferindo continuar em nossa área de conforto.

O jogo do “E se?” é na verdade apenas ruído. E esse ruído nos distrai de grandes oportunidades à nossa frente. As pessoas da década de 1950, por exemplo, perguntavam: “E se houver uma guerra nuclear?” Então elas gastaram pequenas fortunas em abrigos e com estocagem de alimentos. A guerra nuclear nunca chegou e esse dinheiro foi desperdiçado. Se elas tivessem investido o seu dinheiro, hoje elas estariam bem.

Para ser rico, você deve parar de perguntar “E se?” e começar a perguntar: “Como faço?” Olhe para o mercado à sua frente e invista. Proteja-se contra o risco sempre, mas faça-o de uma maneira calculada, e não com medo.

  1. Encontre bons consultores.

Muitos anos atrás, o nosso amigo Richard nos visitou em Phoenix. Ele ficou impressionado com o que o Kim e eu conseguimos investindo em imóveis. Na época, os preços dos imóveis em Phoenix, nos EUA, estavam em baixa, e passamos dois dias lhe mostrando o que considerávamos ser excelentes oportunidades de investimento em imóveis para a geração de renda passiva.

O Richard encontrou um investimento que lhe agradou, uma casa de dois quartos por U$42 mil. Unidades similares estavam sendo vendidas por U$ 65 mil. Ele achou que era um bom negócio e então ligamos para o corretor. Ele voltou para Boston decidido a fechar o negócio. Duas semanas depois, o corretor ligou e disse que o Richard havia desistido do negócio.

Eu liguei para o Richard para descobrir o que tinha acontecido. “O meu vizinho disse que era um mau negócio”, disse ele. “O seu vizinho é um investidor?” eu perguntei. Ele respondeu “Não.” Quando eu perguntei ao Richard por que ele preferiu ouvir o vizinho que era leigo em finanças, ele ficou na defensiva e simplesmente disse que queria continuar procurando.

O vizinho do Richard estava longe de ser um bom consultor. Com frequência, quando estamos combatendo o medo ou a dúvida, o nosso pessimismo interior procurará consultores que validarão o nosso medo com “E se” em vez de “Como faço”. Um bom consultor é alguém especializado na área que você está explorando. São pessoas bem informadas que lhe ajudarão a enxergar a realidade e lhe darão a confiança para mergulhar de cabeça quando for a coisa certa a fazer.

  1. Concentre-se no quadro geral.

O pai rico dizia: “Os céticos criticam e os vencedores analisam”.

Quando eu falo com as pessoas sobre investir em imóveis, com frequência elas me dizem que não estão interessadas em imóveis porque não querem ficar consertando vasos sanitários. Essas são as palavras de um crítico e cético. São as palavras de alguém que não consegue ver o quadro geral.

Quando alguém diz: “Eu não quero ficar consertando vasos sanitários”, na verdade, eles estão dizendo que pequenos problemas como os vasos são mais importantes do que a sua liberdade financeira futura, que é o quadro geral. Eu falo da libertação da “corrida dos hamsters” enquanto eles pensam em vasos sanitários. Esse pensamento mantém a maioria das pessoas na pobreza.

Os ricos encontram uma maneira de transformar seus “não quero” em chaves para o sucesso. Por exemplo, eu não quero ficar consertando vasos sanitários também. Mas em vez de fazer disso uma razão para não investir em imóveis, eu acho um bom administrador de imóveis que queira fazer isso. Os ricos dão um jeito − os céticos dão desculpas.

  1. Tome uma atitude.

Um cético diz: “Eu não quero perder dinheiro” e não faz nada. A verdade é que, provavelmente, eles não perderão dinheiro, mas também não ganharão nada. A falta de ação do cético o mantém pobre.

Um tempo atrás, um amigo meu que é um galinho Chicken Little me explicou todas as razões pelas quais o preço do petróleo estava subindo. Ele estava preocupado e não fez nada com a informação, muita da qual era novidade para mim. Mais tarde, fui para casa, fiz minha própria pesquisa, chequei o que ele estava dizendo e, em vez de me preocupar, fiquei animado.

Com essa informação, imediatamente comecei a procurar e encontrei uma nova companhia petrolífera subvalorizada que estava prestes a encontrar alguns poços de petróleo. Eu comprei15 mil ações por U$0,65 cada. Alguns meses depois, essas mesmas ações estavam valendo U$ 3 cada.

O meu amigo cético não fez nada além de se preocupar. Eu obtive boas informações e agi. Um de nós ficou rico, o outro não.

  1. Invista em educação financeira.

Todos os exemplos que eu compartilhei nesta edição exigiram um certo grau de inteligência financeira. Conhecimento é poder e a nova moeda da vez. É o seu conhecimento que lhe fará rico no final das contas… e é o conhecimento que elimina o medo e a dúvida. Para superar o ceticismo, você precisará mudar o seu modo de pensar. A melhor forma de fazer isso é investir numa educação financeira que lhe ajude a ver como o dinheiro trabalha de uma nova maneira.

Grande abraço,

Robert Kiyosaki