Seus Botes Salva-Vidas numa Iminente Crise

  • Otimismo em relação aos EUA…
  • Pessimismo em relação ao dólar…
  • Como investir com ambas as mentalidades e manter a renda passiva…

Caro leitor,

Há mais ou menos 40 anos, assisto a um grande desastre financeiro em formação. Os seus fatores contribuintes são os frágeis fundamentos financeiros da Seguridade Social e do Medicare, bem como a falta de educação financeira e a mentalidade assistencialista da maioria dos americanos.

Quando o presidente Franklin D. Roosevelt sancionou a Lei de Seguridade Social nos Estados Unidos 80 anos atrás, ele disse: “Nós jamais conseguiremos proteger 100% da população contra 100% dos perigos e vicissitudes da vida… Estamos tentando elaborar uma lei que dará alguma medida de proteção ao cidadão comum e à sua família contra a perda de um emprego e contra a velhice dos mais necessitados”.

Nas décadas seguintes, a Seguridade Social se tornou um dos programas federais mais populares, embora essa popularidade seja atenuada pela preocupação com suas perspectivas financeiras de longo prazo.

Velocidade e Agilidade Ganharão o Dia

Mas primeiro, deixe-me falar sobre o iceberg conhecido como “Excesso Financeiro”, o qual, creio eu, é um grande problema nos EUA.

Nas últimas três décadas, nós, como nação, apenas aumentamos os nossos excessos, aceleramos nossos erros e administramos mal a riqueza dos EUA. Virar o timão do navio neste momento − à esquerda ou à direita − não é uma boa ideia. É tarde demais.

Não é um bom momento para ser o capitão do navio EUA, ou o capitão do navio Grandes Fundos de Investimento ou do Plano de Pensões. Nos próximos anos, acredito que ser “grande” não significará ser melhor.

Em vez disso, para muitos de nós, é melhor ser um investidor pequeno e disciplinado. Acredito que a velocidade, a educação financeira e a maneabilidade se mostrarão melhores do que o tamanho. Será muito melhor estar em um bote salva-vidas bem abastecido do que estar com a cabeça fora d’água ao lado de milhões de aposentados e trabalhadores demitidos.

Por que tão pessimista? Bem, eu diria realista. A maioria de nós está ciente dos problemas que estão por vir. Alguns deles são:

  1. Uma mentalidade assistencialista generalizada.

Não são apenas os pobres que ficam esperando pela esmola do governo. Todos, desde senadores a agricultores e aposentados, também ficam esperando por ela. Infelizmente, esse problema não afetará a minha geração, os Baby Boomers, mas recairá sobre os ombros dos nossos filhos e netos.

  1. A Seguridade Social é um problema pequeno quando comparado ao Medicare.

No fechamento do ano fiscal de 2017 do governo federal, a Seguridade Social e o Medicare responderam por US$ 65 trilhões em passivos fora do balanço patrimonial. Pela primeira vez desde 1982, foi informado que este ano o governo dos EUA pagará mais em benefícios da Seguridade Social do que arrecada. Trilhões em dívidas fora do balanço para os americanos significa que a vida ou a morte será determinada pela sua carteira, não pelo seu médico.

  1. A falta de educação financeira.

Muitas pessoas não conhecem as seguintes realidades básicas:

  • Um 401 (k) não é um plano de aposentadoria (é um plano de poupança).
  • Títulos não são seguros.
  • Economizar dinheiro é arriscado.
  • O motivo de os fundos de investimento terem retornos tão baixos.
  • O que é inflação.
  • O motivo de os trabalhadores serem taxados mais que os donos.
  • E a razão de as aposentadorias estarem desaparecendo − legalmente.

As pessoas sabem que há um problema, mas continuam fazendo as mesmas coisas. Hoje, milhões de pessoas têm trilhões de dólares circulando no mercado de ações, por suas casas, planos de poupança e títulos − ativos financeiros que funcionaram no passado, mas provavelmente não funcionarão quando o navio da Seguridade Social dos EUA atingir o iceberg.

Investindo em Valor Tangível

Como investidor, estou investindo contra o dólar americano. Deixe-me esclarecer: Não estou investindo contra os EUA − um país rico e produtivo. Mas o nosso dólar já era.

Na minha opinião, isso significa sair de qualquer outra coisa que seja “papel com tinta” − algo baseado na confiança total no governo dos EUA. Embora eu goste de imóveis, eu desconfio de qualquer propriedade que não gere renda passiva hoje em dia. Eu não invisto na valorização futura de imóveis − não atualmente, pelo menos.

Hoje, eu invisto em ativos com valor tangível, especialmente ativos que sobem de preço enquanto o poder de compra do dólar afunda. Hoje tenho grandes posições em ouro, prata e petróleo.

Para o pequeno investidor, eu acredito que comprar moedas de prata é uma aposta segura. À medida que o dólar for caindo, a prata manterá seu valor ou subirá. Eu não recomendo comprar moedas por valor numismático (raridade). Um amigo fez o seu filho comprar uma moeda de um dólar de prata por semana, em vez de economizar dinheiro no banco. Enquanto escrevo isso, isso vale cerca de US$ 25 por semana. Ele guarda as moedas em um cofre. Não é grande investimento, mas é um ótimo hábito.

O que Acontecerá com o Ouro e a Prata, se o Mercado de Ações Entrar em Crise?

No cenário econômico atual, é melhor economizar prata do que economizar papel com tinta, e isso inclui dinheiro, fundos, ações e títulos. Se parece antipatriótico rebaixar o dólar e outras formas de papel dos EUA, então compre algumas moedas de prata e ouro dos EUA. Embora eu seja otimista em relação aos EUA, sou muito pessimista em relação ao dólar há anos.

Muitos investidores mantêm ouro e prata para se proteger contra as perdas. Mas será que esta proteção consegue se manter firme durante as crises do mercado de ações? É uma crença comum que os preços do ouro e da prata caiam junto com o mercado.

Na semana passada, o mercado de ações despencou junto com os preços do petróleo. Ouro, no entanto, subiu.

Tudo pode acontecer quando os mercados são atingidos pela volatilidade. Ser um investidor instruído significa que você está preparado para essa volatilidade. É por isso que eu ensino que um portfólio diversificado não é um portfólio repleto de fundos de investimento, ETFs, títulos. Um portfólio bem diversificado significa ter investimentos em todas as classes de ativos: imóveis, negócios, commodities e ativos financeiros.

A minha estratégia continua sendo a mesma que utilizo há anos: Eu aposto em dinheiro de verdade, que é o ouro e a prata. Eu também continuo a pegar emprestado dinheiro falso − o qual eu chamo de dólar americano − para comprar imóveis. Como o petróleo e o gás estão em alta no mercado mundial, eu também invisto na produção de gás e petróleo.

Reforçando, não só estou apostando nesses ativos, mas também estou apostando principalmente contra o dólar e os governantes que administram a economia dos EUA.

Agora vocês entendem por que eu compro mais ouro e prata toda vez que eles perdem valor no cenário econômico atual. Que investidor inteligente não ficaria feliz em gastar dinheiro falso para comprar dinheiro de verdade?

Jogue com inteligência,

Robert Kiyosaki


Conteúdo Publicitário

As TOP 3 Ações para Você Comprar HOJE

Assim que a Reforma da Previdência for aprovada, a Bolsa de Valores deve subir horrores.

Esse é o gatilho que o investidor estrangeiro está aguardando ser disparado para inundar o Brasil com bilhões de dólares.

Mas para lucrar com isso…

Você precisa saber quais são as 3 ações que os gringos estão de olho!

Veja Aqui as 3 Ações Queridinhas dos Gringos