A mensagem oculta em seus relacionamentos

  • Por que boas pessoas podem ser parceiros ruins …
  • Se você encontrar um negócio, um casamento ou um grupo com dificuldades financeiras, procure pelo seguinte…
  • O que a falta de experiência, educação e maturidade emocional pode fazer com uma pessoa …

Caro leitor,

Alguns anos atrás, fui levado ao escritório de Donald Trump — bem antes de ele se tornar o 45º Presidente dos Estados Unidos da América — enquanto ele estava ao telefone terminando uma ligação.

“Eles são boas pessoas?” Donald perguntou à pessoa do outro lado do telefone. “Eu não me importo com o quão bom é o negócio. Eu tenho muitos bons negócios. Quero saber se são boas pessoas.”

Depois de ouvir a resposta do interlocutor, Donald disse: “Fico feliz em ouvir isso. Se são boas pessoas, eu vou prosseguir”. Com isso, ele desligou.

Donald olhou para mim e disse: “Na nossa idade, não temos tempo para fazer negócios com pessoas ruins. Não precisamos do dinheiro e não temos tempo. Além disso, os negócios são difíceis o suficiente. Por que fazer negócios com pessoas ruins? É mais divertido fazer negócios com pessoas boas”.

Com isso, ele olhou para mim e perguntou: “Então, no que vamos trabalhar agora? Vamos nos divertir e ganhar dinheiro”.

A seguir, são apresentadas algumas lições duramente conquistadas sobre parceiros, pessoas e relacionamentos, aprendidas ao longo de um longo e instável caminho.

Não é possível fazer um bom negócio com um parceiro ruim

Repito isso porque vale a pena repetir. Sempre que encontro um negócio, um casamento ou um grupo com dificuldades financeiras, começo a procurar o parceiro ruim. Na maioria das vezes, o parceiro ruim é o líder, a pessoa que pode ser uma boa pessoa, mas um mau parceiro de negócios.

Você é convidado para muitos bons negócios quando é um bom parceiro. Este é o lado positivo da primeira lição. Meu pai rico me ensinou que eu nunca teria sucesso se continuasse sendo um mau parceiro negociando com parceiros ruins.

Ele me inspirou a ser um estudante da natureza humana e dos negócios, trabalhar diligentemente e levar a vida um dia de cada vez. Ele me garantiu que, se eu me tornasse um bom parceiro, boas pessoas e bons negócios me encontrariam. Até agora, a promessa de meu pai rico se cumpriu.

Entre 2007 e 2010, durante meus testes com meu ex-parceiro e uma economia em colapso, mais bons negócios chegaram a Kim e a mim do que em qualquer outro momento. Ganhamos muito dinheiro com pessoas boas. Se fôssemos pessoas ruins e com má reputação, tenho certeza de que nunca teríamos sido convidados a investir em um dos grupos de investimento mais importantes dos Estados Unidos.

Em todo mau negócio, encontrei um ótimo parceiro. Conheci Ken McElroy, parceiro de Kim e eu, em vários projetos maiores de apartamentos, por meio de um negócio ruim.

Ken, Kim e eu acabamos fazendo milhões juntos.

Se não fosse por um mau acordo organizado por uma pessoa ruim, Kim e eu nunca teríamos conhecido Ken. Você consegue ver o padrão? Isso aconteceu muitas vezes em minha carreira como empreendedor. Então agora eu sei. Sempre que um negócio está indo mal, começo a procurar meu novo parceiro.

Cuidado: pessoas boas podem ser parceiros ruins

Muitas pessoas querem ser empreendedores, mas não devem ser convidadas a fazer parte de um negócio, especialmente uma start-up.

Como a maioria das pessoas é treinada para os quadrantes E e S, de empregados e autônomos, a maioria não possui experiência, educação ou maturidade emocional para fazer parte de uma equipe empresarial. A falta de experiência, educação e maturidade emocional pode transformar uma boa pessoa em um mau parceiro.

Um amigo meu tem uma empresa de banquetes. Ele ama o seu negócio porque adora cozinhar. Ele passa o tempo todo pensando em novas receitas e maneiras de tornar seus banquetes mais memoráveis.

O problema é que ele não está interessado em negócios. Ele nunca fez um curso de contabilidade, marketing, finanças ou direito comercial. Ele não é um estudante de negócios, e seus negócios e funcionários sofrem por sua falta de educação comercial.

Infelizmente, ele pensa que é bom nos negócios. Ninguém pode lhe dizer nada.

Quando ele quis se tornar parte de uma das minhas start-ups, recusamos. Ele é uma boa pessoa, mas não achamos que ele seria um bom parceiro. Eu descobri que esse fenômeno é especialmente aplicável a médicos e contadores. Eles pensam que são bons empresários porque se saíram bem na faculdade e gerenciam seus próprios consultórios.

Infelizmente, descobri que médicos ou advogados bons em negócios são a exceção, e não a regra. Por isso, são parceiros insatisfatórios.

Pessoas boas e inexperientes não são convidadas a participar de negócios. Como a maioria das pessoas nunca fez parte de um empreendimento empresarial bem-sucedido, a maioria das pessoas não é convidada a participar das melhores ofertas. Elas podem ser convidadas para negócios ruins, negócios que ninguém mais quer, mas os melhores negócios não são oferecidos a elas primeiro.

Depois de alcançar o sucesso como empreendedor e ter uma boa reputação, todos querem que você se junte a eles. Em outras palavras, quanto mais bem-sucedido você for, mais o sucesso perseguirá você. Se você tem algum dinheiro, mas não tem experiência no mundo real e não tem sucesso como empreendedor, as leis da SEC (Comissão de Valores Mobiliários) proíbem você de participar dos investimentos melhores, mais lucrativos e com benefícios fiscais.

A SEC recomenda, e geralmente exige, pessoas boas e inexperientes permaneçam com poupanças, ações, títulos e fundos mútuos, embora esses investimentos estejam entre os investimentos mais arriscados, com maior taxa de tributação e com menor retorno do mundo.

Relacionamentos Inestimáveis

Meu pai rico costumava dizer: “Os negócios são fáceis. As pessoas são difíceis”. Eu diria que isso é verdade para mim. Ao longo dos anos, conheci pessoas horríveis, além de muitas pessoas maravilhosas.

Conheci ótimas pessoas como Donald Trump, Dalai Lama, Steve Forbes e Oprah Winfrey — pessoas que eu nunca teria conhecido se não tivesse iniciado meu primeiro negócio e persistido, aprendendo com meus erros depois que os negócios fracassaram.

Quando você olha o diagrama do Triângulo de BI — 8 componentes de uma empresa, é fácil entender por que meu pai rico me disse que os negócios são fáceis. Mas as pessoas são difíceis.

Um verdadeiro negócio requer um mínimo de oito conjuntos de habilidades diferentes, idealmente oito pessoas diferentes, todas trabalhando para um objetivo unificado. Embora existam muitas razões pelas quais 9 em cada 10 empresas fracassem nos primeiros cinco anos, a incapacidade do empresário de se concentrar nos 8 componentes e obter um resultado lucrativo é o que faz com que a maioria das empresas acabe fracassando.

Um dos motivos pelos quais eu iniciei meu negócio de carteiras de surfistas de náilon e velcro, mesmo sabendo que a probabilidade de fracasso era alta, era porque não conhecia uma maneira melhor de aprender a lidar com pessoas diferentes, a maioria com algum sucesso e personalidades fortes.

Suspeitei que, se seguisse o processo, aceitando tanto o bem com o mal, aprendendo e crescendo, em vez de retaliar, poderia evoluir para um bom parceiro.

Eu continuo no processo hoje, simplesmente porque tenho muito a aprender. Aprender a lidar com pessoas diferentes parece ser um processo sem fim, e sempre posso aprender mais. A boa notícia é que quanto melhor eu me relaciono e encontro bons parceiros, mais fácil e feliz a vida se torna e mais meu patrimônio aumenta.

Lembre-se, você não pode fazer um bom negócio com um parceiro ruim. Para quem se torna um bom parceiro, o mundo está cheio de ótimas oportunidades e ótimos parceiros.

​Robert Kiyosaki

Conteúdo Publicitário

Ganhar Até 6 Vezes Mais Dinheiro Com Ações? O Autor de Pai Rico, Pai Pobre Sabe Como.

Como Robert Kiyosaki saiu do fundo do poço, tendo que morar no seu carro…

Para se tornar multimilionário em apenas 4 anos?

Simplesmente usando Segredos geradores de riqueza que os ricos escondem das pessoas comuns.

Mas agora ele decidiu abrir o jogo!

Clique Aqui Agora para descobrir como aplicar esses Segredos na sua vida em uma Masterclass Exclusiva para o Brasil.