fbpx

ARTIGO ESPECIAL: A chave do sucesso das mulheres empreendedoras

Robert Kiyosaki

Caro Leitor,

Hoje eu gostaria de apresentar um artigo da minha brilhante esposa, Kim.

Em um momento em que é mais importante do que nunca que as pessoas empáticas assumam a liderança nos negócios, a voz delas é ainda mais crucial para as mulheres compreenderem o poder que podem ter.

Aproveite — e aprenda também!

Abraços,

​Robert Kiyosaki

A chave do sucesso das mulheres empreendedoras

Hoje, as mulheres classificam as “questões financeiras” como a preocupação mais urgente que possuem — mais que a família, mais que a saúde, mais que a questão do tempo.

Nós, mulheres, sabemos que precisamos fazer algo, então por que não fazemos? O que detém as mulheres de se envolverem ativamente na construção de um futuro financeiro seguro?

Há três razões principais:

  1. As mulheres têm pouco conhecimento sobre dinheiro e investimentos;
  2. As mulheres consideram o tema finanças complicado, confuso e estressante demais;
  3. As mulheres dizem que não têm tempo para se dedicar à sua vida financeira por causa dos filhos, da carreira e das obrigações diárias.

Nós, mulheres, somos notórias em colocar todos os demais em primeiro lugar e nós mesmas por último.

De acordo com Christopher Hayes e Kate Kelly, autores do livro “Money Makeovers: How Women Can Control Their Financial Destiny” (“Transformações do Dinheiro: Como Mulheres Podem Controlar Seu Destino Financeiro”, em tradução livre), “a tomada de decisão das mulheres tende a ser baseada em segurança e na preocupação com os outros. Sua tomada de decisão tende a ser direcionada para ganhar dinheiro suficiente para sobreviver, não para enriquecer. Esse desejo por segurança também significa que a maioria das suas decisões favorece investimentos ‘seguros’ em vez dos que podem gerar mais retorno.”

A boa notícia é que um negócio saudável, bem elaborado, pode eventualmente oferecer o melhor dos dois mundos: a empolgação empreendedora e o equilíbrio que você e os que você ama precisam e merecem. Para mim, a liberdade, flexibilidade e o sucesso de ter o meu próprio negócio superam de longe as provações e atribulações — e é muito melhor do que trabalhar para outra pessoa.

Você é a resposta

Se você está procurando por aquele salvador para te ajudar, adivinhe! É você. Não que você vá descobrir a solução dessa equação milagrosa por conta própria. Ao contrário. Você definitivamente vai querer uma estrutura de apoio composta por amigos, corretores, mentores e professores ao longo da sua jornada. Quando eu digo “é você”, isso significa que esta é a sua jornada e você é responsável pela arquitetura dela.

Ninguém e nada é mais importante do que você. Nem seus filhos, seu marido, seu sócio, sua religião ou sua missão de vida.

“Heresia!”, alguns de vocês podem dizer. “O quão egoísta é isso? Que arrogante!”

Não é verdade. Quando você deixa que alguém ou algo ganhe mais importância do que você mesma na sua vida, você dá então a essa pessoa ou coisa o poder sobre você e permite que tenham controle sobre você. Você perde uma parte de si própria. Seus filhos, seu marido, seu sócio ou até mesmo seu propósito de vida podem todos ser muito importantes para você, mas não são mais importantes do que você, o ser.

Como as empreendedoras definem o sucesso

A revista “Forbes”, em um artigo chamado “Fulfillment, Not Family: Why Women Business Owners Really Start Up, And What’s Still In Their Way” (em tradução livre, algo como “Realização, não família: o que as mulheres donas de negócios próprios realmente criam e o que ainda enfrentam no meio do caminho”), Darla Beggs, presidente da Associação Nacional de Mulheres Donas de Empresas, diz que “não existe essa coisa de perfeito equilíbrio entre vida pessoal e profissional. Eu acho que algumas empresárias se sentem frustradas com esse discurso porque se sentem obrigadas a perseguir a visão de sucesso criada por outra pessoa”.

O artigo da revista americana vai além e compartilha o que as empreendedoras definem como sucesso: Entre os pontos apontados na pesquisa, estão estes a seguir:

  • Capacidade de fazer algo pelo qual você é apaixonada (92%)
  • Capacidade de ser o seu próprio chefe (89%)
  • Potential de maior poder de remuneração (77%)
  • Ter flexibilidade para cuidar da família (65%)
  • Oportunidade de criar um legado para os filhos, algo que possa passar adiante (42%)

Não apenas essas mulheres gostam de perseguir seus sonhos e amam o fato de terem uma possibilidade de remuneração mais alta, mas também é claro que um dos pontos mais atraentes de ser uma empreendedora é a possibilidade de ter uma agenda flexível — uma que permita que sejam a mãe que desejam ser enquanto trabalham com o que querem trabalhar.

Mulheres que criam suas próprias empresas também estão promovendo ondas de oportunidades de emprego. O Relatório Anual do Estado de Mulheres Donas de Empresas estima que o total de empresas nos EUA comandadas por mulheres cresceu 21% entre 2014 e 2019, para quase 13 milhões de estabelecimentos. No mesmo período, os negócios em geral cresceram a uma taxa menor, 9%.

As mulheres empreendedoras oferecem meios de subsistência não apenas para suas famílias, mas também para milhões de outras famílias no mundo todo.

Elas trabalham duro, dão tudo de si e se sacrificam muito para isso. E, se você pensar bem, verá que é uma coisa bem maternal. 

Nesse processo, elas não são apenas a espinha dorsal da sociedade, mas também estão rapidamente se tornando a espinha dorsal da nossa economia.

Empreendedorismo feminino liderando o caminho para a liberdade financeira

Hoje, mais do que nunca, nós, como mulheres, não podemos mais depender de outra pessoa, seja nosso marido ou parceiro, pais, chefe ou governo para que cuidem de nós financeiramente. O que era verdadeiro para nossas mães e avós não se aplica mais a nós hoje. Na minha opinião, as mulheres precisam aprender a investir ou a se tornar empreendedoras para que possam garantir uma vida segura para elas e para os seus filhos. Não é mais uma questão de opção. As regras mudaram e é hora de assumirmos o controle do nosso futuro financeiro.

Então, você já parou alguma vez na vida para pensar quais são seus objetivos financeiros?

Talvez você tenha pensado apenas em “não ficar dependendo do salário que cai na conta todo mês ou em “se livrar das dívidas”. Mas, para alcançar a liberdade financeira, é preciso ir além desses objetivos.

Se você não tem nenhum objetivo para conquistar liberdade financeira, pergunte a você mesmo o que você quer realmente conquistar na sua vida e então comece a tornar seus sonhos realidade. E não há motivos para sonhar pequeno. Como o nosso amigo o presidente Donald Trump diz, “Eu gosto de pensar grande. Se você vai pensar sobre qualquer coisa, melhor pensar grande.”

Um motivo que faz com que as pessoas evitem pensar sobre seus objetivos é o medo de não atingi-los. Bem, não deixe esse medo aparecer na sua frente — acredite você ou não, o medo tem um lado positivo. Além disso, se rodear de pessoas solidárias e ampliar diariamente a sua educação financeira vão ajudar bastante para que esse medo diminua.

E para aqueles que já começaram a investir no mercado imobiliário, em empresas ou commodities, parabéns! Agora é a hora de ter sonhos ainda maiores e transformar bons negócios em grandes negócios.

Encontrando o potencial dos investimentos

Bem, em vez de apenas olhar o fluxo de caixa de um possível investimento, comece a analisar a possibilidade de incrementar o investimento — em outras palavras, o que você pode fazer para ampliar o valor do ativo.

Por exemplo, você pode instalar garagens cobertas em um prédio residencial, cobrando extra pelas vagas. Talvez você tenha ouvido falar sobre uma inovação médica e possa investir em um negócio especializado no uso dessa nova tecnologia? 

Encontrar bons investimentos que ofereçam renda passiva é bom, mas quando você encontra oportunidades de investimento que amplia o valor do ativo graças a possibilidades de valorização, isso é empolgante!

Como encontrar essas oportunidades?

Ser bem-sucedido em qualquer coisa na vida tem a ver com resolver problemas, saber o que os seus clientes buscam e entregar a eles.

Pense nisso: Steve Jobs nos deu um computador pessoal. Henry Ford permitiu que as massas pudessem ter seu próprio carro. Anita Roddick nos deu a linha de produtos naturais para a pele da Body Shop. E a lista continua. O mesmo vale para encontrar investimentos com possibilidades de valorização.

O ponto principal para transformar um bom negócio em um grande negócio é que os vencedores resolvem problemas. Então, pense em um problema que precisa ser resolvido.

Por exemplo, você acha que o seu inquilino precisa de uma garagem coberta e a que você oferece não é? Então avalie os custos de cobrir a garagem e no quanto poderia subir o aluguel por oferecer esse benefício.

Se a receita líquida operacional (receita bruta descontada as despesas) sobe com o novo valor extra cobrado, então o valor da propriedade aumenta.

Isso significa que você não está apenas dando aos inquilinos o que eles querem e resolvendo um problema para eles, mas você está também ampliando a sua renda passiva nesse processo!

Em vez de se estressar com relação a resolver problemas ou investir em um dado investimento, seja criativo. Comece a pensar “fora da caixa” e descubra o que os seus clientes querem, assim você pode tornar a vida deles mais fácil. Isso pode na verdade ser um processo agradável porque você pode acabar pensando em soluções malucas. E, se nenhuma delas funcionar, então você não precisa fazer tal investimento. Porém, se a sua ideia der certo, você pode acabar obtendo uma grande valorização, um investimento mais valioso, o que significa renda passiva adicional.

Pare de se preocupar e comece a aumentar sua renda passiva por meio do empreendedorismo feminino

Para sair atrás dos seus sonhos financeiros é preciso ter coragem. É preciso ousadia, coragem, força de caráter e, acima de tudo, capacidade de rir. Chame como quiser, mas esse jogo não é para os fracos.

Com tantas coisas acontecendo nas nossas vidas, pode ser fácil deixar nossos sonhos de lado para ter certeza que vamos cumprir nossas responsabilidades com familiares, amigos, companheiros, chefes e por aí vai — e isso é especialmente verdadeiro para as mães. Mas para conquistar liberdade financeira, é essencial ter uma meta, obter a educação financeira necessária para tornar aquele sonho realidade e, então, colocar em prática o que você aprendeu para fazer as coisas acontecerem.

Uma vez que você começar a ir atrás dos seus sonhos, não esqueça de pensar grande. Em vez de temer problemas, vá atrás do apoio que você precisa para ter sucesso. Divirta-se e seja criativo. Então, provavelmente você encontrará soluções que ajudarão seus clientes e também ajudarão seus bons negócios a se tornarem grandes negócios.

Sucesso!

Kim Kiyosaki

Conteúdo Publicitário

Não Compre Outra Ação Antes de Ver Este Vídeo!!

Se você já perdeu dinheiro investindo em ações, você sabe como é difícil derrotar o sistema, porque o jogo é manipulado contra você…

Para te ajudar, Robert Kiyosaki, autor do best-seller Pai Rico, Pai Pobre gravou uma coleção GRATUITA de vídeos onde mostra os 16 Segredos dos Milionários.

Em um desses vídeos, ele vai te mostrar a estratégia dos milionários para investir em ações – e você vai se surpreender com a informação.

Tudo isso você vai receber gratuitamente na Masterclass Segredos dos Milionários

Clique Aqui Seu e Reserve Sua Vaga