fbpx

ATENÇÃO todos os poupadores: isso pode ser a coisa mais importante que você já leu?

  • Se você tem mais reservas na poupança do que investimentos, leia com atenção…
  • 66% da nova geração está matando nossa economia…
  • Os poupadores precisam mudar de estratégia se quiserem manter o dinheiro que estão ganhando…

Conteúdo Publicitário

Trump + Eleições + Maconha = $$$ no Seu Bolso!

As eleições presidenciais nos EUA acontecem ano que vem, e Trump sabe que para vencer precisa de uma economia forte.

E a Legalização da Maconha a Nível Federal pode ser sua carta na manga!.

Essa medida pode injetar 9 bilhões de dólares na economia americana.

E isso pode fazer uma diferença brutal a favor de Trump nas eleições presidenciais.

Quando isso acontecer, algumas ações vão se beneficiar mais do que outras

E se você se posicionar nas empresas certas agora, poderá embolsar os maiores lucros.

>> Descubra as Empresas da Maconha Que Podem te Deixar Rico <<


 

Caro leitor,

Em várias edições eu falei sobre o futuro dos jovens…

A questão da faculdade, de começar uma educação financeira cedo e mapear seu amanhã.

Hoje, quero entrar em uma lição mais profunda sobre tudo isso. Isso se aplica tanto aos jovens quanto aos mais velhos.

Entender que dinheiro não é apenas dinheiro é a chave para o sucesso financeiro.

A geração Y, ou millennial, se moveu solidamente para a primeira posição quando se trata de espaço profissional e cultural.

Com 75,4 milhões de pessoas e com alguns deles chegando aos 40, eles são agora a maior e sem dúvida a geração mais influente. Então, vale a pena estudar seus hábitos financeiros — e, infelizmente, eles podem estar num mundo de sofrimento.

D acordo com um estudo recente sobre os hábitos financeiros do Millennials realizado pela Merrill Edge, a geração Y têm uma forte preferência por poupar dinheiro ao “investir”.

Isso também significa que muitos millennials têm uma medida muito pequena de inteligência financeira, o conhecimento que eles têm sobre o dinheiro vem das antigas regras do padrão ouro que não funcionam mais.

Isso confirma o que escrevi antes: a geração Y precisa de um novo plano para o seu jogo financeiro.

Para mim essa pesquisa é muito preocupante, porque no novo mundo financeiro, os poupadores sempre serão perdedores… não podemos nos dar ao luxo de ter nossa maior geração como fracassados em termos financeiros.

Então, gostaria de compartilhar um pouco da história monetária para educar meus amigos millennials. Talvez seja um conhecimento útil para a Geração Z e os Baby Boomers também.

Uma história recente do dinheiro

Meu pai pobre acreditava em poupar dinheiro. “Um dólar economizado é um dólar ganho”, ele dizia com frequência.

O problema foi que ele não prestou atenção a mudanças na política monetária. Toda a sua vida ele poupou, não percebendo que depois de 1971 seu dólar não era mais dinheiro.

Em 1971, o presidente Richard Nixon mudou as regras.

Naquele ano, o dólar americano deixou de ser dinheiro e se tornou uma moeda. Essa foi uma das mudanças mais importantes na história moderna, mas poucas pessoas entendem o porquê.

Antes de 1971, o dólar americano era dinheiro real ligado a ouro e prata, motivo pelo qual o dólar americano era conhecido como certificado de prata. Depois de 1971, o dólar americano tornou-se uma nota da Reserva Federal — uma nota promissória do governo dos EUA.

Em vez de nosso dólar ser um ativo, foi transformado num passivo.

Hoje, os EUA são a maior nação devedora da história, devido em parte a essa mudança.

Fazendo uma breve retrospectiva da história do dinheiro moderno, é fácil entender por que a mudança de 1971 foi tão importante.

Depois da Primeira Guerra Mundial, o sistema monetário da Alemanha entrou em colapso. Embora houvesse muitas razões para isso, uma era porque o governo alemão podia imprimir dinheiro à vontade. A enxurrada de dinheiro resultante causou inflação descontrolada. Havia mais marcos, mas eles compravam cada vez menos. Em 1913, um par de sapatos custava 13 marcos. Em 1923, esse mesmo par de sapatos custava de 32 trilhões de marcos!

Com o aumento da inflação, as economias da classe média foram eliminadas. Com a poupança perdida, a classe média exigiu nova liderança. Adolf Hitler foi eleito Chanceler da Alemanha em 1933 e, como sabemos, a Segunda Guerra Mundial e o Holocausto se seguiram…

Um novo sistema de dinheiro

Nos últimos dias da Segunda Guerra Mundial, o Sistema de Bretton Woods foi posto em prática para estabilizar as moedas do mundo. Este era um padrão quase-ouro, o que significava que as moedas eram respaldadas pelo ouro. O sistema funcionou bem até a década de 1960, quando os EUA começaram a importar Volkswagens da Alemanha e Toyotas do Japão.

De repente, os EUA importavam mais do que exportavam e o ouro estava deixando o nosso país.

Para deter a perda de ouro, o presidente Nixon encerrou o sistema de Bretton Woods em 1971, e o dólar norte-americano substituiu o ouro como moeda mundial.

Nunca na história do mundo a moeda fiduciária de uma nação representou o dinheiro do mundo.

Para entender melhor isso, meu pai rico me fez procurar as seguintes definições no dicionário.

Moeda fiduciária:

Dinheiro (como papel-moeda) não convertível em moeda ou espécie de valor equivalente.

As palavras “não conversíveis em moedas” me incomodaram. Então, meu pai rico me fez procurar a palavra “decreto”.

Decreto:

Um comando ou ato de vontade que cria algo sem, ou como se sem, mais esforço.Ordem, decisão ou determinação legal, emitida por uma autoridade superior.

Olhando para meu pai rico, perguntei: “Isso significa que o dinheiro pode ser criado a partir do nada?”

Assentindo com a cabeça, meu pai rico disse: “A Alemanha fez isso e agora estamos fazendo isso também”.

“É por isso que os poupadores são perdedores”, acrescentou. “Eu lutei na França durante a Segunda Guerra Mundial. É por isso que nunca vou esquecer que foi depois que a classe média perdeu suas economias que Hitler chegou ao poder. As pessoas fazem coisas irracionais quando perdem seu dinheiro.”

A maioria dos economistas discordaria da correlação de meu pai rico entre a perda de economias e Hitler. Pode não ser uma lição precisa, mas é algo que nunca esqueci.

O potencial desastre financeiro

Nos últimos anos, o governo dos EUA tem criado dinheiro do nada por meio do que é conhecido como flexibilização quantitativa…

Isso significa que eles reforçaram o balanço do Fed (Banco Central Americano), comprando títulos do Tesouro dos EUA a fim de manter as taxas de juros baixas, na esperança de estimular a economia por esse meio artificial. Seria o equivalente a você imprimir dinheiro para pagar suas dívidas de cartão de crédito. O mais louco é que isso funcionou… Até agora.

De acordo com a Bloomberg:

De 2008 a 2015, o valor nominal do estoque global de ativos invertíveis aumentou cerca de 40%, para mais de U$ 500 trilhões, de mais de U$ 350 trilhões. No entanto, os ativos reais por trás desses números mudaram pouco, refletindo, na verdade, a natureza inflacionária dos ativos da flexibilização quantitativa. Os efeitos da inflação de ativos são tão profundos quanto os da inflação mais conhecida.

Os efeitos da flexibilização quantitativa têm sido reforçar o balanço daqueles que já eram ricos, mantendo os salários estagnados e criando uma bolha no mercado de ações.

Isso significa que quando a bolsa cai, e quando a inflação do consumidor entra em ação a partir do dinheiro do mercado de ações se movendo para lugares diferentes, os poupadores serão os perdedores finais. Eles não terão lucrado com a bolha das ações e a inflação ao consumidor, que terá o potencial de ser hiperinflação, prejudicará suas economias. Pior ainda, isso pode acontecer num momento no qual será impossível uma recuperação para a aposentadoria.

Conheça a moeda

Isso traz outra lição importante, porque dinheiro não é mais dinheiro, mas sim moeda, ele deve sempre fluir para algum lugar. Como uma corrente elétrica, a moeda financeira deve se mover ou morrerá. A poupança significa essencialmente deixar sua moeda morrer.

A razão pela qual vemos grandes oscilações em lugares como o mercado de ações, a habitação e até a criptomoeda é porque o dinheiro está se movendo. Os ricos entendem isso e usam sua educação financeira para saber para onde o dinheiro está indo, cedo e de forma contínua. Seguindo o velho ditado, eles compram em baixa e vendem em alta. Além disso, eles usam seus ganhos para comprar ativos que geram fluxo de caixa e aumentam exponencialmente seu patrimônio.

A boa notícia é que qualquer um pode fazer isso, se tiver um QI financeiro alto.

Se você é um millennial, encorajo-o a abrir sua mente além do projeto financeiro ruim de poupar seu dinheiro.

Aprenda como o dinheiro realmente funciona e saiba como colocá-lo para trabalhar para você.

Ao fazer isso, você estará salvando a si mesmo de um mundo de sofrimento no futuro.

Jogue com inteligência.

Grande abraço,

Robert Kiyosaki


Conteúdo Publicitário

Este Brasileiro Convenceu o Autor de Pai Rico, Pai Pobre A Compartilhar Segredos COM VOCÊ!

Imperdível! Robert Kiyosaki, o autor do best-seller Pai Rico, Pai Pobre, vai revelar para o Brasil 16 Segredos dos Milionários.

Tudo isso graças ao brasileiro abaixo (clique na foto para ver):

Esses Segredos foram reunidos em uma coleção GRATUITA e exclusiva chamada…

Masterclass Segredos dos Milionários

São segredos que os ricos adoram… mas os pobres e a classe média desconhecem completamente!

>>>> Pegue Aqui Seu Acesso <<<<