fbpx

Como lucrar com um mercado imobiliário congelado

  • Um dos motivos porque somente 1, a cada 100, conquista grande riqueza…
  • Por que podemos ver um aumento na execução de hipoteca de imóveis no futuro…
  • A melhor hora para negociar é agora…

Caro leitor,

O calor da demanda por habitações nos EUA está esfriando por todo o país e nas faixas de preço.

Toll Brothers, uma construtora de casas de luxo, anunciou um aumento de 13% na queda anual de contratos de casas, no quarto trimestre de 2018. Além de uma taxa de rescisão de 9,3%, acima do registro de 7,9% do ano anterior.

De acordo com um artigo da CNBC.com, o CEO da Toll atribui essa desaceleração ao aumento da taxa de juros do financiamento; e, ao fato de que os números negativos sobre habitação estavam sendo amplamente divulgados.

“Vimos uma nova queda no mercado, a qual atribuímos ao impacto acumulado do aumento das taxas de juros e no efeito no sentimento do comprador, gerado pela divulgação de notícias sobre a desaceleração imobiliária”, disse em um comunicado o CEO Douglas Yearley Jr.

Ele observou que o mesmo havia acontecido em 2013, quando as taxas das hipotecas subiram, devido ao “taper tantrum” — o resultado do indício de que a Reserva Federal reduziria a quantia de dinheiro que estava sendo canalizada para a economia. A venda de casas caiu quando as taxas aumentaram e só se recuperou, quando as taxas de juros recuaram novamente.

Em 2008, havia histórias por todos os EUA sobre execuções de hipotecas de financiamento de imóveis. Muitas pessoas que pegaram essas hipotecas exóticas – assumindo 125% do valor da casa ou escolheram hipotecas com taxas ajustáveis – lutaram para cumprir com seus pagamentos; e, para alguns deles, foi só o que conseguiram.

Será que, em breve, poderemos ver isso acontecer novamente? Baseado no que estamos presenciando em todo o país, acredito que a resposta seja: “Sim, poderíamos”.

Quando as taxas de juros aumentam e o número dos novos compradores ansiosos começa a diminuir, adicionar uma oferta a um mercado imobiliário já desfavorável para os compradores, pode significar um mercado muito bom para compradores e investidores imobiliários.

É a hora dos profissionais

Algumas pessoas podem dizer que, agora, estamos entrando em um mercado imobiliário desfavorável. Eu não concordo com isso. Acho que estamos entrando em um grande mercado. Um mercado desfavorável é quando investidores amadores tornam-se especialistas em habitações e elevam os preços.

Eles fazem com que a moradia seja cara para os proprietários e, quase sempre, agregam pouco ou nenhum valor à propriedade. Eles simplesmente sujam a água e fazem um grande investimento, tornando uma casa cara.

Quando a alta do mercado imobiliário estava começando a superaquecer, você não tinha tempo para tomar decisões importantes. Os vendedores estavam recebendo diversas ofertas acima do valor de venda. Em um mercado em alta, é preciso ser rápido, ter dinheiro e ser um pouco tolo.

Agora que o mercado está em baixa, os vendedores são um pouco mais humildes. Você tem mais tempo e pode fazer a sua diligência cuidadosamente. Pode negociar melhores termos e fechar melhores acordos, principalmente, se o vendedor está com a corda no pescoço.

Aprender uma Nova Fórmula

Há alguns anos, quando eu tinha 26 anos, fiz uma aula de final de semana, chamada: “Como Comprar Hipoteca Imobiliária Executada.” Eu aprendi a fórmula. Após isso, a minha tarefa foi desenvolver disciplina para aplicar o que havia aprendido.

E é aqui que a maioria deles fica.

Durante os três anos que trabalhei na Xerox, investi meu tempo livre aprendendo a dominar a arte de comprar hipotecas executadas. Eu ganhei muitos milhões de dólares utilizando essa fórmula.

Depois que a dominei, fui buscar outras fórmulas. Eu não utilizei todas as informações que recebi em todas as aulas que fiz, mas sempre aprendia algo novo.

Algumas delas eram voltadas para traders de derivados, opções e commodities. Estava fora da minha área, em uma sala cheia de pessoas com doutorado. Todavia, eu aprendi tanto, que minhas ações e investimentos imobiliários ficaram muito mais significativos e lucrativos.

Sempre ouço as seguintes perguntas:

  • E se o mercado quebrar?
  • E se eu cometer um erro?
  • E se eu não conseguir pagar a dívida?
  • E se eu não tiver interesse em mercado imobiliário?
  • Como posso comprar imóveis se onde eu moro os preços são muito altos?
  • Todas as dívidas não são arriscadas?
  • Não é melhor não ter dívidas?

Com base nas preocupações do mundo real, todas essas perguntas são legítimas e não devem ser desconsideradas. Eu ouvi um investidor bem conhecido dizer: “Lide com todos os investimentos como se fossem maus investimentos.” Mas, note que o investidor não disse: “Suas preocupações são válidas, então, não faça nada.” O medo paralisa milhares de pessoas, que ficam sem conseguir fazer nada. É o medo do desconhecido que impede as pessoas de mudar.

Um amigo meu citou os números das estatísticas de um estudo do governo de alguns anos atrás. Aos 65 anos:

  • 1% estava rico;
  • 4% estavam bem;
  • 5% ainda tinham necessidade de trabalhar;
  • 54% estavam vivendo com a família ou com apoio do governo;
  • 36% estavam mortos.

Parece-me que, um dos motivos por que somente 1, em cada 100, conquista grande riqueza, é porque as pessoas não conseguem mudar quando realmente precisam.

Eles continuam fazendo as mesmas coisas. Tenho certeza de que muitos queriam mudar, mas ficaram paralisados pelo medo e pelas dúvidas, tais como: “E se o mercado quebrar?” ou “E se eu cometer um erro?” ou “E se eu não conseguir pagar a dívida?”.

Em outras palavras, muitas pessoas não conseguem mudar porque se tornaram prisioneiras de seus próprios medos e dúvidas. Os medos e as dúvidas as forçam a continuar sempre fazendo as mesmas e velhas coisas, esperando alcançar resultados diferentes; o que é a definição popular de insanidade.

Pai rico sempre disse: “Para as pessoas que têm medo de cometer erros, é sempre mais fácil não fazer nada ou continuar fazendo a mesma coisa.” Uma das leis do senhor Isaac Newton, a Lei da Conservação de Energia, diz que: “Um corpo em repouso permanece em repouso. E um corpo em movimento, permanece em movimento.”

Em outras palavras, uma pessoa sempre vai achar mais fácil continuar fazendo a mesma coisa, porque o corpo em movimento, apenas fica em movimento fazendo a mesma coisa. E, a pessoa acha que é difícil mudar, porque nem sempre é fácil começar alguma coisa nova; pois um corpo em repouso permanece em repouso.

E, o preço para tornar-se rico significa estar sempre fazendo algo diferente — começar do zero, lançar uma bola nova, cometer alguns erros e, eventualmente, tornar-se inteligente em algo novo. Parece simples, e é simples. Mas podemos encontrar nesta lei de Newton, a razão pela qual, muitas pessoas não fazem as coisas simples que poderiam torná-las ricas.

Quando meu pai rico me disse há alguns anos: “Meu banco nunca me pediu meu boletim”, uma das lições mais importantes que aprendi foi: o que funciona na escola nem sempre funciona na vida real.

O que funciona na escola pode não funcionar na vida real

Quando encontro pessoas que estão com dificuldade financeira, normalmente, acredito que isso esteja acontecendo pelo fato delas não conseguirem se libertar dos antigos conceitos, provenientes da família, amigos e escola.

Em outras palavras, nem sabem que seguem esses conceitos — tais como “não cometa erros” ou “busque a estabilidade de um emprego seguro” ou “trabalhe muito, economize e não faça dívidas.”

Esses conceitos são muito bons para pessoas que valorizam a segurança sobre a liberdade financeira. Mas, são conceitos muito ruins se você é alguém que deseja tornar-se rico o mais rápido possível.

O preço para tornar-se rico, para muitas pessoas, é ter que examinar a si mesmo e descobrir quais conceitos precisam mudar.

Mas, lembre-se, quando a mudança de um conceito acontece, frequentemente, necessita ser acompanhado de uma mudança emocional, física e espiritual.

Robert Kiyosaki


Conteúdo Publicitário

Ganhar Até 6 Vezes Mais Dinheiro Com Ações? O Autor de Pai Rico, Pai Pobre Sabe Como.

Como Robert Kiyosaki saiu do fundo do poço, tendo que morar no seu carro…Para se tornar multimilionário em apenas 4 anos?
Simplesmente usando Segredos geradores de riqueza que os ricos escondem das pessoas comuns. Mas agora ele decidiu abrir o jogo!

Clique Aqui Agora para descobrir como aplicar esses Segredos na sua vida em uma Masterclass Exclusiva para o Brasil.