fbpx

Dinheiro e Casamento

Robert Kiyosaki

Caro Leitor,

Todos nós sabemos que algumas pessoas se casam por dinheiro.

Isso ocorre com homens e mulheres que preferem dinheiro em vez do amor.

Goste você ou não, o dinheiro desempenha um importante papel em qualquer casamento. Tem uma frase do filme “O Grande Gatsby” que diz: “Garotas ricas não se casam com caras pobres”. A frase pode ser boa no filme, mas a verdade é que existem garotas e garotos pobres que casam com pessoas ricas por dinheiro.

Felizmente, essa não é a minha história e a de Kim.

No início dos anos 80 vi uma linda mulher loira e me apaixonei perdidamente. Aquela mulher era a Kim. Começamos a namorar e acabamos nos casando. Ela é o amor da minha vida, minha melhor amiga e o motivo de eu ser bem-sucedido hoje. Ao longo dos anos, nosso casamento se fortaleceu e ficou ainda melhor.

Muitas pessoas olham hoje para mim e para Kim e pensam que somos felizes porque somos ricos. A verdade é que, quando encontrei Kim, eu estava quebrado e tinha US$ 1 milhão em dívidas depois de ter vendido a minha empresa de carteiras Rock and Roll Velcro.

Felizmente, Kim continuou comigo e eu sei que ela não está comigo por causa do meu dinheiro — e eu não estou com ela por causa do dela!

Por alguns anos, eu e Kim enfrentamos dificuldades financeiras. Nesse sentido, nossa história não foi diferente da de outros tantos jovens casais. Eu estaria mentindo se não admitisse que por vezes foi estressante, mas nós trabalhamos juntos, perseveramos e tínhamos um plano.

É uma pena que o dinheiro faça com que pessoas que antes se amavam se separem. Geralmente, depois de fazer algumas perguntas pontuais às pessoas que compartilham sua história comigo, ouço várias explicações pelas quais o dinheiro acaba com relacionamentos. Esses motivos variam desde planejamento ruim, pouca inteligência financeira a expectativas não atingidas.

Mas eu acredito que exista uma razão principal que faz com que o dinheiro acabe com relacionamentos: as pessoas nunca falam sobre isso!

Os casais deveriam falar sobre dinheiro constantemente — especialmente no começo de um relacionamento.

Por que?

Porque como minha mulher, Kim, diz, estar de acordo com relação às questões de dinheiro é o fator mais importante para que um relacionamento seja bem-sucedido. Casais que nunca falam sobre dinheiro só brigam por causa dele porque nunca compartilharam antes suas opiniões sobre finanças.

Kim e eu até criamos um “plano de saída”, exatamente como se faz no mundo empresarial. A frase “felizes para sempre” só vale para os contos de fada.

As coisas mudam.

É por isso que estratégias de saída são importantes para qualquer coisa que tenha valor. Eu sei que pode ser desconfortável falar sobre um acordo pré-nupcial antes de você se casar com o homem ou a mulher dos seus sonhos. Mas é uma decisão financeiramente inteligente fazer isso, especialmente numa época em que a taxa de divórcio gira em torno de 50%.

Faça um plano

Quando Kim e eu estávamos sem dinheiro, nós ainda assim sabíamos para onde estávamos indo. A cada ano, nos sentávamos e escrevíamos nossas metas financeiras. No meu caso, era começar uma empresa de educação financeira, criar negócios e investir em petróleo e no mercado imobiliário. Para Kim, era construir um significativo portfólio de imóveis.

Todos os meses, nos sentávamos e discutíamos o que estávamos fazendo para atingir nossas metas, incentivar um ao outro e fazer os ajustes necessários. Tudo nas nossas vidas era direcionado para alcançar nossos objetivos, o que nos ajudou a tomar decisões de gastos, escolhas de vida e compromissos. O mais importante, porém, é que falávamos entre nós sobre as nossas metas e havia um claro entendimento sobre as expectativas em ambos os lados.

Incentive a independência

Já que nós dois estávamos quebrados quando nos conhecemos, nós dependíamos um do outro em vez de um de nós depender do outro. Nós crescemos juntos.

Hoje, eu e Kim temos contas separadas, investimentos separados e empreendimentos separados. Somos ambos ricos e não precisamos um do outro para sermos livres financeiramente. Isso torna muito mais fácil um querer ao outro. Como cada um de nós toma conta de nossas próprias finanças, isso elimina boa parte do estresse e das brigas.

Forme um time

Apesar de sermos independentes financeiramente, ainda assim formamos um time. E sabemos que como um time compartilhamos nossos problemas e celebramos nossas vitórias.

Como um time, nos comunicamos constantemente, fazendo mudanças quando necessário. Eu busco os conselhos de Kim sobre meus empreendimentos financeiros e ela faz o mesmo. Se há problemas, um ajuda o outro a se livrar deles. E, como um time, não competimos um com o outro. Queremos ver o outro vencer e torcemos um pelo outro.

Amplie sua educação financeira

O primeiro presente que comprei para Kim foi um curso de contabilidade. Eu sabia que seu objetivo era se tornar uma investidora do mercado imobiliário e sabia que ela precisaria saber sobre contabilidade à medida que começava sua jornada rumo à liberdade financeira.

Por anos, nos dedicamos à nossa educação financeira, com frequência lendo livros juntos, tendo aulas juntos e participando de seminários juntos. Hoje em dia escrevemos livros juntos, damos aulas juntos e ministramos palestras juntos — e ainda estamos aprendendo.

Em qualquer relacionamento, ambos os parceiros precisam ser financeiramente independentes. Isso significa que os dois precisam ser financeiramente inteligentes e comprometidos a sempre aprimorar sua educação financeira. Esse sempre tem sido o nosso objetivo como casal e, hoje, porque Kim é tão inteligente financeiramente, ela é independente e rica.

Aprenda (e ria) com os erros

Por fim, entenda que a vida é uma jornada. Muitos casais enfrentam momentos difíceis diante de erros financeiros porque acreditam que nunca passariam por isso. Todo casal vai passar por momentos de dificuldades financeiras. A forma que vocês reagirem a eles, como casal, é que vai acabar com o seu relacionamento ou fortalecê-lo.

Eu e Kim sempre encaramos esses contratempos como oportunidades. E, por sermos um time, enfrentamos esses problemas juntos — e aprendemos juntos com eles.

Além disso, rimos muito juntos. Kim é a minha melhor amiga. Quando a vida se torna difícil, ela também costuma se tornar absurda. Se você não puder dar um passo atrás com sua melhor amiga e rir das dificuldades e dos absurdos da vida, você está ferrado.

Uma das melhores formas de se tornar mais inteligente financeiramente é, ao cometer erros, considerá-los uma oportunidade de aprendizado. E também manter o otimismo e o bom humor juntos.

Uma parceria de negócios é como a parceria de um casamento. Se você encontrar o parceiro certo, a vida é um paraíso. Se você encontrar o parceiro errado, a vida é um inferno.

Abraço,

​Robert Kiyosaki

Conteúdo Publicitário