fbpx

2020 x 1930s: Como comparar?

Robert Kiyosaki

Caro Leitor,

Meu pai rico e meu pai pobre estavam nos primeiros anos da escola no início da Grande Depressão. Essa experiência afetou o curso de suas vidas para sempre. Um deles ficou muito rico com as lições que aprendeu durante a depressão. O outro permaneceu pobre e com uma atuação financeira tímida pelo resto da vida.

O pai do meu pai pobre — meu avô — perdeu tudo na Grande Depressão. Ele perdeu seus negócios e imóveis de valor inestimável à beira-mar na ilha de Maui, no Havaí. Meu avô era empresário, então ele não tinha um salário fixo para proteger a família. Quando os negócios dele faliram, a família do meu pai perdeu tudo. A Grande Depressão foi uma experiência terrível para o meu pai.

As dificuldades financeiras da Grande Depressão fizeram meu pai pobre abraçar as ideias de ter segurança no emprego, economizar dinheiro, comprar uma casa, se livrar das dívidas e garantir uma pensão do governo. Ele não queria ser um empreendedor. Ele queria a segurança de um emprego estatal. Ele não acreditava em investir, porque viu meu avô perder tudo no mercado acionário e no setor imobiliário. Meu pai manteve esses valores a vida toda. Para meu pai pobre, a segurança era mais importante que a riqueza. Suas lembranças da última depressão ficaram com ele a vida toda.

A família do meu pai rico enfrentou dificuldades financeiras antes mesmo da Grande Depressão. Seu pai ficou doente por anos e faleceu logo após o início da depressão. No começo da vida, meu pai rico tornou-se o homem da casa e o único provedor de renda. Como ele era um jovem sem formação e com poucas perspectivas de emprego, a Grande Depressão o forçou a se tornar um empresário quando ainda era um adolescente. Ele assumiu a loja da família e expandiu os negócios.

Embora sua família tenha enfrentado dificuldades, meu pai rico não pediu apoio do governo. Ele não pediu para receber nenhum programa de bem-estar social. A depressão fez meu pai rico crescer mais rápido, e ele aprendeu a se dar bem financeiramente. As lições da depressão o transformaram em um homem rico.

A Grande Depressão aterrorizou o povo americano. A insegurança financeira deu origem à chamada Grande Sociedade, a gênese de muitos dos programas sociais que temos hoje, incluindo o passivo sem recursos dos programas de direitos que hoje estão causando a falência dos Estados Unidos.

Lembro-me do que Henry Ford disse sobre a Grande Depressão da década de 1930 e eu o parafraseio: Ele tinha medo de que ela não durasse o suficiente, porque seus compatriotas não teriam tido tempo de aprender com ela.

Hoje, empresas estão fechando, o desemprego está aumentando em todo o mundo, o valor dos imóveis está caindo e as reservas financeiras das pessoas estão se esgotando.

Taxa de Riqueza

Em “Meu Pai Rico, Pai Pobre”, a lição #1 é: “Os ricos não trabalham por dinheiro”. Quando pergunto “Qual foi a lição #1 do pai rico?”, a maioria dos leitores não lembram dessa lição. Eu acredito que isso ocorre porque as pessoas foram programadas para “estudar e encontrar um emprego”. Eles não foram treinadas para serem donas do que produzem. Em outras palavras, nosso sistema educacional treina os alunos para serem pobres e de classe média, não capitalistas.

Não é de admirar que tenhamos milhões de pessoas que, como meu pai pobre, dependem do governo para lhes proporcionar trabalho, salário e pensão. Pessoas incapazes, infelizmente, de ajudar a si próprias.

Em 1970, meu pai pobre concorreu ao cargo de vice-governador do Estado do Havaí contra seu chefe, o governador, um democrata. Depois que meu pai perdeu a eleição, o governador prometeu que meu pai, um profissional com título de Ph.D. na área de educação, nunca mais trabalharia no governo estadual. Meu pai morreu um homem pobre, desempregado, disposto a trabalhar, mas incapaz de encontrar um emprego.

Não é de admirar que tenhamos uma guerra de classes nas ruas dos EUA e do mundo.

Não é de se admirar que o senador Bernie Sanders, durante sua candidatura à presidência dos EUA, tenha declarado: “Há algo profundamente errado quando 0,001% dos que estão no topo possui quase tanto patrimônio quanto os 90% que estão abaixo”.

Simplificando, nossa crise financeira global começa em nossas escolas. Os EUA gastam bilhões em educação de professores, mas a diferença entre ricos e pobres só se intensifica.

Desemprego

Every business in the world, big or small, is trying to reduce overhead. One of the quickest and easiest ways to do this is to reduce payroll liability by laying off employees.

In April of this year, the Bureau of Labor and Statistics reported the unemployment rate had increased from 4.4% to 14.7%, the largest one month increase in history, and the highest rate in the history of official government data (started in 1948).

Todas as empresas no mundo, grandes ou pequenas, estão tentando reduzir as suas despesas de modo geral. Uma das maneiras mais rápidas e fáceis de fazer isso é reduzir os custos com folha de pagamento, demitindo funcionários.

Em abril deste ano, o Departamento do Trabalho nos EUA informou que a taxa de desemprego havia aumentado de 4,4% para 14,7%, o maior salto mensal registrado na história e a maior taxa já registrada na série iniciada em 1948.

No entanto, essa estatística de desemprego não inclui as pessoas desempregadas que não procuram emprego há 30 dias nem aquelas que trabalham meio período enquanto buscam um trabalho em período integral. Quando você inclui essas pessoas, essa taxa real de desemprego seria de 22,8%

Estima-se que o desemprego tenha atingido 24,9% durante a Grande Depressão.

Nesse ritmo, em breve chegaremos lá.

Educação

Nossos sistemas escolares não prepararam os alunos para onde estamos hoje. O maior erro que muitas pessoas cometem é acreditar que os próximos 20 anos serão como os últimos 20 anos. Muitos acreditam que em breve passaremos por esse período difícil da economia e tudo ficará bem novamente.

Goste você ou não, o fato é que estamos passando pela mudança mais dramática da história da humanidade. Os clichês como “as placas tectônicas estão se movendo” e “nosso amanhã não será como hoje” são palavras de sabedoria que valem a pena ser entendidas. A questão é: nosso sistema educacional atual mudará com a nossa evolução ou nos levará à nossa própria extinção?

A educação é mais importante do que nunca, mas a questão premente é: que tipo de educação?

Sem uma educação financeira de verdade, é compreensível que muitas pessoas acreditem que a melhor maneira de pagar menos impostos seja trabalhar menos — ou não trabalhar.

Sem educação financeira de verdade, a maioria das pessoas não percebe que o Federal Reserve, o banco central americano, e o Departamento Tributário dos EUA estão relacionados. Ambos foram criados no mesmo ano, em 1913.

Sem uma educação financeira de verdade, é compreensível o motivo pelo qual as pessoas acreditam que aumentar o imposto dos ricos é uma solução para seus problemas financeiros pessoais.

Eu não estou torcendo por uma depressão. Longe disso. Ninguém em sã consciência deseja outra Grande Depressão. O primeiro passo para se preparar para outra depressão é conhecer sua história, verificar os fatos, olhar para o futuro e tomar sua própria decisão. Depois, decida se você quer seguir a fórmula do meu pai pobre ou do meu pai rico. Hoje, à medida que os dias se tornam mais difíceis, lembro que meu pai rico ficou mais rico e meu pai pobre permaneceu pobre, ambos influenciados pela mesma depressão econômica.

Abraço,

​Robert Kiyosaki