Ensine-se a ver dinheiro

  • A razão pela qual 90% das pessoas enfrentam batalhas financeiras…
  • Por que uma boa educação não é o suficiente…
  • 10 tipos de conselhos com os quais você deve ter cuidado… 

Caro leitor,

Todos os dias, trilhões de dólares são movimentados eletronicamente pelo planeta. Hoje há mais dinheiro sendo criado e disponível do que nunca. O problema é que esse dinheiro é invisível. Hoje, a maior parte é eletrônica. Por isso, quando as pessoas procuram dinheiro com os olhos, não conseguem ver nada.

A maioria das pessoas luta para viver de salário em salário e, no entanto, US$ 1,4 trilhão voa em todo o mundo todos os dias procurando alguém que o queira. Ele está procurando por alguém que saiba cuidá-lo, cultivá-lo e fazê-lo crescer.

Se você souber como cuidar do dinheiro, o dinheiro será transferido para você e jorrará em sua direção. As pessoas vão implorar para você pegar o dinheiro delas. Se você não souber como cuidar do dinheiro, o dinheiro ficará longe de você.

Meu pai rico era inflexível quanto ao fato de que, para ver dinheiro, é preciso ter inteligência financeira. Sua definição de inteligência financeira era a seguinte: não se trata de quanto dinheiro você ganha, mas quanto dinheiro você preserva, o quão duro ele trabalha para você e por quantas gerações você o mantém.

Para meu pai rico, a inteligência financeira começou com uma educação financeira simples e cresceu a partir daí. Ele achava que a educação era importante porque é preciso treinar seu cérebro para ver dinheiro; essa habilidade não vem naturalmente.

A regra 90-10

Meu pai rico acreditava que 90% de todo o dinheiro é ganho por 10% das pessoas. Ele chamava isso de regra financeira 90-10. Por exemplo, se você avaliar o jogo de golfe, eu diria que 10% dos jogadores ganham 90% do dinheiro.

Nos Estados Unidos de hoje, aproximadamente 90% da riqueza pertence a 10% da população.

Quem quer ganhar o jogo do dinheiro não pode ser mediano. Você precisa estar entre os 10% melhores.

Uma razão pela qual 90% das pessoas é financeiramente mediana é porque elas seguem conselhos medianos, por exemplo:

  1. “Vá para a escola.”
  2. “Arrume um emprego.”
  3. “Trabalhe duro.”
  4. “Poupe dinheiro.”
  5. “Sua casa é um ativo e seu maior investimento.”
  6. “Gaste menos do que ganha.”
  7. “Saia das dívidas.”
  8. “Invista a longo prazo em um portfólio bem diversificado de ações, títulos e fundos mútuos.”
  9. “Aposente-se, e o governo sustentará você. ”
  10. “Viva feliz para sempre.”

Contos de fadas financeiro

Acrescentei “Viva feliz para sempre”, porque chamo os conselhos financeiros acima de contos de fadas financeiros. E todo mundo sabe que é apenas nos contos de fadas que as pessoas vivem felizes para sempre. Estes são os mesmos contos de fadas nos quais a geração da Segunda Guerra Mundial acreditava. Mas esses contos de fadas não representam a realidade.

Muitas pessoas da minha idade, a geração da Guerra do Vietnã, incluindo alguns de meus amigos que já estavam bem, mas agora estão com problemas financeiros, estão em apuros porque acreditaram nesses contos de fadas. Muitos de meus colegas baby boomers esperam e rezam para que o mercado de ações volte a subir, para que possam se aposentar.

Hoje, há universitários com medo de não encontrar emprego quando se formarem. Eles também acreditam nesses contos de fadas, especialmente “Vá para a escola” e “Arrume um emprego”.

A conspiração quer que acreditemos nos 10 contos de fadas. Ao seguir os contos de fadas, 90% de nós se tornam peões no jogo dos ricos. A maioria das pessoas conhece apenas os 10 contos de fadas, não a realidade financeira e, portanto, poucas pessoas sabem o nome do jogo.

Qual é o nome do jogo?

Para os conspiradores, o nome do jogo é fluxo de caixa — entre os 10% que coletam o fluxo de caixa dos outros 90%. Os conspiradores querem que você acredite nos 10 contos de fadas, porque é assim que o dinheiro flui de você para eles.

Agora, eu posso ouvir alguns de vocês dizendo: “Mentira! Você só está promovendo seu próprio jogo, CASHFLOW”. E eu estou promovendo meu jogo. Estou orgulhoso de meu jogo e dos elogios que ele recebe. Na verdade, talvez eu já tenha mencionado que o jogo foi chamado de “Jogo Imobiliário vitaminado”. E essa é uma descrição bastante precisa.

Mas o CASHFLOW não é apenas um jogo de tabuleiro; é na verdade o jogo da conspiração. Todo o objetivo da conspiração é fazer seu dinheiro fluir de seu bolso para os bolsos dos conspiradores.

Assim como um peixe não consegue ver a água, a maioria das pessoas não consegue ver a conspiração. No entanto, assim como os peixes são envoltos pela água, todos estamos mergulhados na conspiração. Ricos ou pobres, educados ou sem instrução, empregados ou desempregados, todos estamos envolvidos no jogo do fluxo de caixa. A diferença, no entanto, é que alguns estão jogando e outros são peões no jogo.

Para ajudá-lo a entender melhor o jogo do fluxo de caixa, veja a seguir exemplos de como o jogo CASHFLOW é jogado na vida real.

Uma boa educação não é suficiente

Muitos estudantes, ou seus pais, estão profundamente endividados com empréstimos estudantis. Além disso, na faculdade, os alunos podem solicitar cartões de crédito, o que contribui para o aumento das dívidas ruins. Quando um estudante contrai empréstimos e solicita um cartão de crédito, o dinheiro flui do bolso do estudante por anos para quitar a dívida dos empréstimos e dos cartões de crédito.

A conspiração ama estudantes porque eles são uma ótima fonte de fluxo de caixa. Eles geralmente são ingênuos financeiramente e costumam pensar nos cartões de crédito como dinheiro grátis. Muitos estudantes descobrem que isso não é verdade do jeito mais difícil — e, é claro, a maioria nunca aprende. A escola é um ótimo lugar para treinar as pessoas a ter o dinheiro fluindo de seu bolso para o bolso dos ricos.

Estudantes se formam afundados em dívidas, entram no mercado de trabalho, encontram um bom emprego, acumulam mais dívidas e observam seu dinheiro fluir para o governo via imposto de renda. Quanto mais eles ganham, maior a porcentagem que pagam em impostos. Para economizar dinheiro, eles comem no McDonald’s, e o dinheiro flui para o McDonald’s.

Eles depositam seu salário no banco, e o dinheiro flui para o banco na forma de taxas cada vez que eles usam um caixa eletrônico para sacar dinheiro. Eles compram um carro e o dinheiro flui para a empresa automobilística, financeira, indústria de gás, seguro de automóvel e, é claro, para o governo por uma licença de veículo. Eles compram uma casa e o dinheiro sai de seu bolso para pagar a hipoteca, o seguro, a TV a cabo, a água, o aquecimento, a eletricidade e o governo pelos impostos imobiliários.

Todo mês, o fluxo de caixa para Wall Street é investido em fundos mútuos para planos de aposentadoria, e o dinheiro flui para gerentes de fundos mútuos na forma de comissões e taxas. Mais tarde na vida, quando as pessoas estão velhas e fracas, o dinheiro flui para as casas geriátricas.

E quando elas morrem, o dinheiro flui para pagar impostos sobre o que elas deixaram para trás. Para a maioria das pessoas, sua vida inteira é desperdiçada tentando compensar o fluxo de caixa que sai.

A razão pela qual 90% das pessoas enfrentam batalhas financeiras é porque o dinheiro está sempre fluindo para alguém ou outra coisa — fluindo para os 10% que sabem o nome do jogo. Quanto mais duro os 90% trabalham, e quanto mais eles ganham, mais dinheiro flui para os 10%.

Esta foi a história de meu pai pobre. Ele trabalhou muito. Ele voltou a estudar para obter títulos mais altos e treinamento especializado. Ele ganhou mais dinheiro e economizou um pouco, mas nunca conseguiu controle do dinheiro que fluía de seu bolso.

Quando ele perdeu o emprego e foi forçado a parar de trabalhar, não houve fluxo de caixa — ainda assim ele teve que honrar suas obrigações financeiras. Ele enfrentou grandes batalhas financeiras.

A escola não ensina às crianças sobre fluxo de caixa. Quando a escola oferece aulas de educação financeira, geralmente ensina às crianças a guardar dinheiro em um banco e a investir em fundos mútuos — mais uma vez, treinando-as para destinar seu dinheiro aos ricos.

Robert Kiyosaki


Conteúdo Publicitário

Quinhentos Reais. Você Pode Sacar Bem Mais Do Que Te Liberaram de FGTS.

Existe uma “brecha” na lei que permite que você retire bem mais do que o governo liberou do SEU dinheiro.

Robert Kiyosaki mostra para você, como ele e seus amigos milionários fazem para ter uma renda extra o ano todo.

Se você não quer depender mais do governo para ter o seu dinheiro,

clique aqui!