Como ficar rico e permanecer assim

  • A pergunta errada que você pode estar perguntando…
  • A única coisa necessária para manter o sucesso financeiro…

Caro leitor,

Muitas pessoas me procuram perguntando como podem ficar ricas rapidamente…

É a pergunta mais perturbadora que recebo.

Por quê? É a pergunta errada. Isso me diz que essas pessoas não têm a base da inteligência financeira necessária para empregar bem seu dinheiro se, de alguma forma, ficarem ricas.

Isso ocorre porque a maioria das pessoas não entende que, quando se trata de ser rico, não se trata de quanto dinheiro você ganha. Trata-se de quanto dinheiro você mantém.

Existem dezenas de histórias de pessoas que foram da pobreza à riqueza, apenas para perder tudo, e figuras históricas que morreram falidas. Os ganhadores da loteria são um excelente exemplo de tais histórias.

Os ganhadores de loterias têm maior probabilidade de declarar falência dentro de três a cinco anos do que o americano médio, de acordo com um relatório do MIT.

O economista Jay L. Zagorsky concorda. Ele escreveu para o U.S. News & World Report: “Estudos revelaram que, em vez de tirar as pessoas de problemas financeiros, ganhar na loteria as colocava em mais problemas, já que as taxas de falência subiram para ganhadores de loteria três a cinco anos após o prêmio”.

Surpreendentemente, as histórias de ascensão e queda não se limitam a pessoas comuns que tiveram um pouco de sorte. Alguns dos empresários de maior sucesso também perderam tudo.

Os empresários mais ricos

O trecho a seguir foi extraído de um artigo da Forbes, The Nine Financiers, a Parable about Power:

Diz a lenda que, em 1923, um grupo dos maiores líderes e empresários mais ricos da época realizou uma reunião no Edgewater Beach Hotel, em Chicago, Illinois.

Entre eles, Charles M. Schwab, diretor da maior empresa siderúrgica independente; Samuel Insull, presidente da maior empresa de serviços públicos do mundo; Howard Hopson, diretor da maior empresa de gás; Ivar Kreuger, presidente da International Match Co., uma das maiores empresas do mundo na época; Leon Fraser, presidente do Bank of International Settlements; Richard Whitney, presidente da Bolsa de Nova York; Arthur Cotton e Jesse Livermore, dois dos maiores especuladores de ações; e Albert Fall, um membro do gabinete do Presidente Harding.

Vinte e cinco anos depois, nove desses titãs terminaram suas vidas da seguinte maneira: Schwab morreu sem um tostão depois de viver cinco anos com dinheiro emprestado. Insull morreu falido em uma terra estrangeira, e Kreuger e Cotton também morreram falidos. Hopson ficou louco. Richard Whitney e Albert Fall foram libertados da prisão, e Leon Fraser e Jesse Livermore cometeram suicídio.

O colaborador da Forbes, Joshua Brown, declarou: “A vida de um especulador profissional é desagradável, cheia de altos e baixos, mas, no final das contas, insatisfatória e, com toda probabilidade, mentalmente desastrosa. Não procure além do exemplo do maior especulador da história para ter certeza disso”.

Cuidado com quem você idolatra

A vida e o sucesso parecem fáceis para algumas pessoas, mas eu não conheço nenhuma dessas pessoas. Meu pai rico costumava dizer: “O sucesso exige sacrifício”. Ainda quero encontrar uma pessoa de sucesso que não tenha se sacrificado imensamente por esse sucesso.

Por exemplo, os médicos pagam um preço alto em termos de tempo, dinheiro, energia e relacionamentos para se tornarem médicos. O mesmo acontece com a maioria dos atletas de alto desempenho, estrelas de cinema, ídolos da música, líderes políticos e líderes de movimentos sociais. O sucesso nos investimentos não é diferente.

Sacrifício é o preço que uma pessoa paga pelo sucesso. Infelizmente, a maioria das pessoas não está disposta a pagar o preço. É mais fácil ter uma vida mediana, confortável, segura e protegida, um pouco abaixo do sucesso.

A maior riqueza

A história dos empresários mais ricos ilustra que na vida não se trata de quanto dinheiro você ganha. Trata-se de quanto dinheiro você mantém.

A maioria das pessoas está muito focada em ganhar dinheiro. O que elas realmente deveriam focar é a educação financeira. Isso porque, embora dinheiro seja ótimo, você não pode se tornar verdadeiramente rico sem uma base financeira sólida — e certamente não pode manter o seu dinheiro.

Meu pai rico disse: “Se você quer ser rico, precisa ser financeiramente instruído”.

Meu pai pobre sempre me dizia: “Você precisa ler livros”. Meu pai rico sempre me dizia: “Você precisa ser financeiramente instruído”. Eu acredito que ambos estavam certos. Livros e aprendizado são importantes, assim como uma educação financeira sólida. E se eu tivesse que escolher entre um ou outro, eu escolheria educação financeira.

A importância de uma base financeira sólida faz sentido quando você pensa em construção. Se deseja construir o Empire State Building, a primeira coisa a fazer é cavar um buraco fundo e derramar uma base sólida. Se deseja construir uma casa grande e de qualidade duvidosa nos subúrbios, uma fundação de 15 cm bastará.

O problema com a maioria das pessoas que querem enriquecer rapidamente é que estão tentando construir o Empire State Building sobre uma laje de quinze centímetros de concreto. Elas não cavaram fundo. Elas não têm uma educação financeira sólida para sustentar sua base financeira. Felizmente, meu pai rico dedicou tempo para me ensinar sobre dinheiro e ajudou a construir uma base financeira sólida para minha vida.

E a regra número um que ele me ensinou foi a seguinte: “Você deve aprender a diferença entre um ativo e um passivo e comprar ativos”.

É uma regra tão simples que é quase sem graça. Mas, se você quer ser rico, é tudo o que precisa saber. É a regra número um. É a única regra.

A realidade é que muitas pessoas enfrentam batalhas financeiras porque não sabem a diferença entre um ativo e um passivo. Em parte, isso ocorre porque as escolas não ensinam às pessoas o que é um ativo e um passivo. E, em parte, ocorre porque quem aprende os conceitos os aprende com contadores que os tornam muito complicados.

Meu pai rico me deu uma definição muito simples de um ativo e de um passivo.

Um ativo coloca dinheiro em seu bolso. Um passivo tira dinheiro de seu bolso.

Acho que isso é melhor compreendido pelas figuras seguintes.

De forma bastante simples, os ricos investem seu dinheiro em ativos que colocam mais dinheiro em seus bolsos, como imóveis, ações, títulos, notas e propriedade intelectual. A classe média e os pobres investem seu dinheiro em passivos que tiram dinheiro do bolso, como hipotecas, empréstimos ao consumidor e dívidas no cartão de crédito.

Se você quer ser rico, encorajo você a investir hoje em sua educação financeira. E sua primeira tarefa é começar a estudar as diferenças entre ativos e passivos.

Ao construir essa base sólida, você entenderá mais sobre dinheiro do que 99% das pessoas e estará no caminho de não apenas ficar rico e ganhar dinheiro, mas também de manter esse dinheiro.

Grande abraço,

Robert Kiyosaki


Conteúdo Publicitário

Não Compre Outra Ação Antes de Ver Este Vídeo!!

Se você já perdeu dinheiro investindo em ações, você sabe como é difícil derrotar o sistema, porque o jogo é manipulado contra você…

Para te ajudar, Robert Kiyosaki, autor do best-seller Pai Rico, Pai Pobre gravou uma coleção GRATUITA de vídeos onde mostra os 16 Segredos dos Milionários.

Em um desses vídeos, ele vai te mostrar a estratégia dos milionários para investir em ações – e você vai se surpreender com a informação.

Tudo isso você vai receber gratuitamente na Masterclass Segredos dos Milionários

>>>> Clique Aqui Seu e Reserve Sua Vaga <<<<