Isso não te preocupa?

DIRETO DE SÃO PAULO…

Rafael Rabello

Caro leitor,

Você sabia que o Google está te escutando?

Pode até ser que a maioria das pessoas nem se incomode com notícias assim, mas o fato é que o Google admitiu que pode ouvir tudo o que está sendo falado em sua casa a partir do dispositivo Google Home.

A revelação veio à tona depois que algum funcionário descontente vazou algumas dessas gravações…

Portanto, se você tem um desses assistentes inteligentes ativados por voz como o Google Home ou Alexa da Amazon, mas ainda tinha alguma dúvida se alguém poderia usar o dispositivo para ouvir suas conversas particulares….

A resposta é sim. 100%. E é para isso que eles estão lá. Dentre outras coisas, você literalmente comprou um aparelho de escuta.

Para mim é evidente que se trata de uma invasão flagrante de privacidade e, portanto, algo totalmente inconstitucional.

Muitos, porém, alegam que as informações capturadas são mantidas confidenciais e são utilizadas apenas para melhorar a tecnologia de reconhecimento de fala desses dispositivos.

O Google e a Amazon, aliás, abusam dessa retórica, sugerindo que a IA presente nesses dispositivos melhora à medida que é exposta às conversas cotidianas das pessoas.

Agora, fica mais claro entender o que todos na comunidade científica já presumiram…

A tecnologia de reconhecimento de voz do Google e da Amazon se aperfeiçoou rapidamente graças à capacidade dos seus dispositivos quebrarem sua privacidade para poder escutá-lo.

O mais curioso é que, ao invés de assumir tais práticas ou pelo menos alertar sobre essa capacidade aos consumidores, as empresas apenas confirmam tais informações ao público quando já não têm outra alternativa.

No início da semana passada, o repórter holandês Tim Verheyden revelou ao The Wall Street Journal que ele tinha mais de mil fragmentos de áudio das gravações do Google Home. Isso incluiu, inclusive, partes que não foram direcionadas ao dispositivo.

“Eu ouvi um casal dizendo: ‘Onde está Franz? Já são 11 e ele deve estar aqui às 10, ‘”Verheyden disse ao WSJ.

Ele também ouviu uma mulher dizer a outra mulher: “É normal que seja um pouco mais tarde porque os meninos não crescem tão rápido quanto as garotas.” (Espere, o Google acabou de vazar as informações sobre a puberdade de um garoto holandês?)

O Google defendeu a prática dizendo que é assim que a tecnologia funciona e que eles não têm culpa por um funcionário ter vazado as gravações.

É sério isso?

“Fazemos parcerias com especialistas em idiomas de todo o mundo para melhorar a tecnologia de fala, transcrevendo um pequeno conjunto de consultas – esse trabalho é fundamental para o desenvolvimento de tecnologia que impulsiona produtos como o Google Assistente”, disse o comunicado.

“Acabamos de saber que um desses revisores violou nossas políticas de segurança de dados vazando dados de áudio confidenciais. Nossas equipes de Segurança e Privacidade foram ativadas nesta questão, estão investigando e tomaremos providências. ”

Sim, provavelmente vão colocar escutas nas residências dos seus funcionários também…

Pode ser que eu seja muito careta, mas eu simplesmente não consigo achar isso normal…

O que mais será permitido em prol da tecnologia?

Abraço,

Rafael Rabello


 

DIRETO DE WALL STREET…

Evaldo Albuquerque

Caro leitor,

Já que o assunto hoje é invasão de privacidade, é bom que todos saibam que não são apenas os assistentes inteligentes como Google Home e Alexa que podem te espionar…

Hackers também podem acessar sua webcam diretamente…

Se você está no mundo corporativo, provavelmente já usou ou pelo menos ouviu falar do aplicativo Zoom. Trata-se de um dos aplicativos de vídeo-conferência mais utilizados no mundo.

Mas de acordo com o especialista em tecnologia Jonathan Leitschuh, os usuários do Zoom que utilizam computadores da Apple estão vulneráveis a ataques.

Ao enganar os usuários para que eles cliquem em um determinado link, um hacker pode assumir o controle da sua webcam, olhar para o seu quarto e gravar você sem o seu conhecimento.

Esse mesmo truque pode ser usado para bloquear o computador de um usuário, inundando-o com solicitações de participação em uma reunião.

“Sem que o usuário fornecesse consentimento explícito nem tomasse nenhuma ação explícita, ele seria instantaneamente colocado em uma reunião do Zoom”, diz Leitschuh.

A Zoom divulgou um comunicado dizendo que esta vulnerabilidade foi resultado de uma função que permite que o aplicativo contorne um problema com o Safari. Ademais, indicou aos usuários que em breve iria disponibilizar uma nova versão para corrigir essa falha.

A verdade é que nós nos tornamos extremamente dependentes da tecnologia. Compramos e usamos esses aparatos por considerarmos que, de alguma maneira, eles facilitam nossas vidas e atividades.

E não tenho como discordar disso, mas é assustador o preço que estamos tendo que pagar para poder utilizar esses aplicativos e dispositivos.

Tenho a impressão de que vivemos em uma ditadura digital e que estamos sendo observados até mesmo dentro de nossas residências. É uma repressão silenciosa das nossas liberdades individuais pelas quais tanto tivemos que lutar para conquistar…

Tecnologia, especialmente IA, e segurança precisam caminhar juntas. Não por menos, temos algumas ações desses dois setores no nosso portfólio. São duas áreas extremamente promissoras e com grande potencial de ganhos. Vale a pena conferir.

Abraços,

Evaldo Albuquerque